sábado, 8 de outubro de 2016

My Ideal Restaurant

Precisamos do seu voto. Estamos participando de um concurso da Ticket Serviços e para nosso projeto ganhar, precisamos que você vote aqui nesse site: http://myidealrestaurant.org/index.php/project/marianas-project/ é só um voto por computador. Vote, curta, compartilhe e nos ajude. É um projeto lindo, onde quero empregar pessoas da terceira idade, senhoras e senhores que ainda tem muito amor e dedicação para trabalhar, mas as vezes falta uma oportunidade. No nosso restaurante, pretendo manter a visão e missão inicial de trazer uma comida de vó, algo mais acolhedor e simples, mas com muita qualidade e principalmente saudável. Nosso objetivo, é que esses idosos morem na região, próximo ao restaurante, dessa forma contribuindo para uma cidade com menos poluição e mais sustentável. Chama todo mundo pra votar: http://myidealrestaurant.org/index.php/project/marianas-project/ #myidealrestaurant Chef Mariana Pelozio


sábado, 16 de abril de 2016

A Mente é o campo de todas as batalhas! Como passar no exame PMP estudando 15 minutos por dia!

Hoje vou contar um pouco o caminho que percorri para prestar e passar no Exame PMP! E sim, é possível passar na prova estudando apenas 15 minutos por dia! Não acredita? Leia esse artigo até o final e você vai ver que é possível, e se você seguir e passar na prova me deve um Gatorade J. Basta seguir os 10 passos:

1 – Quer passar na prova? Faça um Ironman!


Antes de qualquer estudo, de fazer o seu planejamento e de comprar o PMBOK, faça um Ironman (3,9km de Natação/180km de Bike/42km de Corrida)! Calma, eu explico! O Ironman foi um dos maiores desafios que enfrentei, e é interessante como tudo na vida está interligado. O Ironman, muito mais do que preparo físico, me deu preparo mental, foco, disciplina, persistência e uma serie de competências que levo para a vida, e melhor, aplico em tudo! É o triathlon ajudando os outros desafios J. E aqui vai a primeira dica, a prova PMP é muito mais uma prova de resistência do que de conhecimento, pode ter certeza, a prova não é difícil como falam, e sim ela tenta te vencer pelo cansaço, afinal 4 horas fazendo qualquer coisa sem desviar o foco pode se tornar cansativo. Portanto, DOMINE a prova, e não deixe que a prova DOMINE você. É VOCÊ quem deve estar no controle da situação. Mas, tudo bem, se você não for fazer um Ironman antes da prova, pelo menos tenha essa dica em mente!

2 – Tenha um Plano 


Parece óbvio que um Gerente de Projetos precise de um planejamento, mas é necessário ter um inclusive para passar na Prova. E sim, o planejamento deve incluir TODAS as áreas de conhecimento, vou detalhar alguns tópicos importantes dentro de cada área:

- Tempo: Avalie antes de tudo se você irá priorizar seu tempo para esse objetivo, e não venha com a desculpa de que não tem tempo, tudo é questão de priorização na vida. (Ex.: Priorizar não ficar 30 minutos nas Redes Sociais e ficar 30 minutos estudando). É preciso estimar o tempo necessário e medir seu tempo de estudo. Vou detalhar nos próximos tópicos.
- Escopo: Esse é fácil, o escopo macro é passar na prova na primeira tentativa, para isso você precisará coletar todos os requisitos necessários pra atender esse escopo!
- Custo: Tenha um “Orçamento Aprovado”, lembre-se que a prova é cara, que talvez você opte por fazer um curso preparatório, que os livros são caros, etc.
- Riscos: Considere o risco de não passar de primeira, e tenha uma resposta e contingência pra isso (A resposta planejada nunca deve ser desistir, essa não é uma opção).
- Partes Interessadas: Sim, você precisa envolver todo o seu ciclo familiar e de amigos, afinal, suas ausências podem ter impacto nisso.
- RH: Avalie mobilizar uma equipe de estudo, faça networking, participe de grupos sobre o tema.
- Aquisições: A Famosa decisão de fazer ou comprar, avalie adquirir cursos ou estudar por conta própria, comprar simulados, livros, etc.
- Comunicação:  Peça e forneça feedback, avalie os meios de estudo e depois de passar na prova, comunique, principalmente seu Linkedin ;)
- Qualidade: Crie padrões e métricas de qualidade, e realize a garantia e controle da qualidade.
- Integração: Junte tudo! (E mais um pouco).

3 – Iniciação

Partindo da premissa que você já está disposto a passar na prova, comece pelo começo. Eu participei de uma palestra gratuita (www.projectlab.com.br) sobre como fazer o processo de elegibilidade para a prova. Me ajudou a passar por essa fase sem grandes impactos.

4 – A Elegibilidade

Essa fase deve ser simples, a dica aqui é: Faça todo o seu processo de elegibilidade ANTES de estudar fortemente para a prova, como após a aprovação da sua candidatura você tem 1 ano para marcar a prova, não tem motivo pra você se preocupar com isso durante seus estudos, faça todo o processo antes, assim é uma coisa a menos para se preocupar.

5 – Curso

Mesmo já tendo estudos e vivência em Gestão de Projetos optei por fazer um curso para reciclar alguns conceitos e ir mais seguro para a prova. Fiz na Projectlab que segue o método da Rita Mulcahy, o método funciona, mas não é o único que funciona, alguns amigos passaram na prova estudando exclusivamente por outros métodos.

6 – Livros

O caminho que percorri foi: Primeiro li o PMBOK inteiro (Sim, precisa ler) e em seguida li o livro da Rita inteiro. A dica é, ler o PMBOK não na ordem em que está inscrito, mas sim ler na sequencia da página 61, ou seja, na sequência “lógica” em que um projeto acontece. Isso torna a leitura além de mais dinâmica mais real ao que praticamos no dia a dia.

7 – Estudando apenas 15 minutos

Aqui está o tópico mais aguardado! E SIM, pelo grande período de estudos dediquei apenas 15 minutos diários! Como tudo na vida, é mais uma questão de QUALIDADE do que quantidade, por exemplo, valem mais 15 minutos de uma boa e profunda conversa com sua esposa do que 2 horas juntos mas cada um no seu celular?

No período de 2 meses meus únicos estudos foram os sagrados 15 minutos, durante o curso que fiz tinha também o tempo das aulas, ficando a aula + 15 minutos.

Mas é claro que não tem lanche grátis, estudos foram 15 minutos, mas tem muito mais do que isso ;). Em nenhum momento deixei meus treinos do triathlon de lado, pelo contrário, fiz até um Meio Ironman em paralelo, mas durante cada treino eu revisava mentalmente o conteúdo de uma área de conhecimento. Simples, eu nadava revisando riscos, pedalava revisando escopo, corria revisando custo e assim por diante. Funciona, otimização do tempo é essencial! Durante toda a preparação para a prova eu tinha sempre comigo as duas “bíblias” (PMBOK+Rita) em formato digital, assim qualquer 5 minutos de sobrava era motivo para ler algum ponto, na fila, no metrô, na reunião chata, etc.

Depois, quando o curso foi finalizado eu já havia lido os dois livros nesse esquema e sobrou tempo para focar em estudar de maneira específica. Aí optei por marcar a prova! Nós em alguns momentos precisamos ter uma META, e eu já havia estipulado, exatamente 1 mês após finalizar o curso. Um gerente que tive sempre dizia que se motiva pessoas de dois modos: Ou com a cenoura na frente ou com a cenoura atrás, é tudo uma questão de perspectiva. J


Com esse prazo, segui o plano abaixo, aí a dedicação foi um pouco maior do que os 15 minutos, claro que todas as técnicas e ferramenta de antes continuaram e acrescentei o plano abaixo:


Ao final de cada dia fazia aproximadamente 15 questões de cada área estudada no dia a fim de medir o desempenho e progresso.

8 – Simulados

Use-os, mas com moderação, tem gente que usa tanto que esquece de estudar! Eu foquei os simulados conforme relatos no plano acima, a minha dica é não acredite em percentuais de acerto em simulados x passar na prova. Já ouvi gente com 95% no simulado e reprovou e casos como o meu que o último acertei 74,5% e fui aprovado!

Vale avaliar pegar questões (somente as questões e não o método) de outra metodologia que você está estudando, te dará um susto mas te dá uma outra visão da mesma coisa, pode ser um grande diferencial! (Acertei 66% do simulado RJN)

Um ponto importante é revisar as questões erradas para entender os motivos dos erros. Revisar as certas que você chutou também é importante!

9 - A Prova


 As grandes dicas, truques estão no livro da Rita, leia que você estará preparado para a prova, vou me concentrar em falar o que o livro não diz. Primeiro, ao marcar a prova escolha o período em que você é mais produtivo, manhã ou tarde. Isso é muito individual e você deve saber isso sobre você. No meu caso marquei no período da manhã.

Falando do pré-prova, bastante gente recomenda relaxar, não estudar, fazer outra coisa na véspera da prova. Mas para mim funciona revisar tudo antes sim J. Marquei a prova numa segunda-feira, portanto no fim de semana anterior a prova foquei em fazer simulados e principalmente revisar todo o conteúdo, até no café 30 minutos antes de entrar para a prova eu estava revisando tudo!

Observação: Sim, eu corri um dia antes pela manhã e pratiquei Yoga, me ajuda na concentração equilíbrio e alívio de stress. No dia anterior também fiz shiatsu J.

Chegando na prova, eles montam um cenário tenso mesmo, termos em inglês para assinar, revistas nas roupas, detector de metais, etc. O clima é de tensão, mas lembre-se que é você quem deve dominar a situação, não ela te dominar, RESPIRE.

Na hora de começar, respire novamente! Eu optei por seguir um processo, como são 200 questões, eu faria um alongamento (na cadeira mesmo) na questão 50, iria ao banheiro na questão 100 e novo alongamento na cadeira na questão 150.

Por incrível que pareca as questões não são tão complexas, perca tempo em cada questão para não ter que voltar nelas depois. E NÃO BAIXE A GUARDA! Essa talvez seja a dica mais importante desse artigo, não perca o foco em NENHUM momento, cada questão vale, se você desviar seu foco, sua concentração por alguns minutos ela pode te vencer.

Controlei o tempo para que respondesse a cada 1 hora de prova 50 questões, ou sempre um pouco mesmo para conseguir revisar no final da prova e ainda considerar o tempo do banheiro (O relógio na prova não para, assim como na vida J). Mantive essa média durante toda a prova, e finalizei com 3 horas e 40 minutos. Fiz a revisão de algumas poucas questões que havia marcado para revisar e finalizei a prova com 3:56, realizado dentro do previsto.

Sobre conteúdo? Minha prova me pareceu bastante focada nas áreas: Qualidade, Risco e Aquisições, muitas questões sempre estavam direta ou indiretamente ligadas a essas 3 áreas. E para minha felicidade poucas questões com fórmulas.

Aperte “Enviar” e... responda a pesquisa de satisfação da prova e só depois Envie novamente e receba o Congrats!!! J

10 – O fim é apenas o começo

Esse item 10 é o bônus, você não chega no fim ao passar na prova, é a hora de comemorar mas também de colocar a cenoura na frente e ir atrás de novos objetivos, pois não é do seu sofá que você encontrará sua grandeza!

Lembre-se, que todo progresso ocorre fora da zona de conforto! Desafie-se!

Se quiser saber mais, estamos aí :)
Diego Ciarrocchi, PMP

sábado, 23 de janeiro de 2016

TRIATHLON CAMP FLORIPA

TRIATHLON CAMP FLORIPA: Preparado para as 48 horas que vão te levar a outro nível de triatleta?

Neste ano traremos um inédito TRIATHLON CAMP para o Brasil, evento de treinamento que terá 48 horas de Triathlon com a orientação de grandes nomes do esporte, mais do que preparados para elevar o nível técnico dos triatletas que buscam se aperfeiçoar e evoluir no nada-pedala-corre. Clínicas, work shop, expo, bate papo, mesa redonda e etc... tudo em um único fim de semana no COSTÃO DO SANTINHO, um dos maiores resorts do Brasil, e com a Direção Técnica dos parceiros da Newpace Assessoria Esportiva.

Temos três finais de semana confirmados para o MAIOR EVENTO DE TREINAMENTO ESPORTIVO do Brasil em 2016. Visite o site e veja mais informações: http://www.ironcamp.com.br/

*Pelo nível de atividade alongada, o público não deve ser iniciante, e sim atletas de 70.3 ou Full Ironman, independentemente de já ter completado ou não alguma dessas provas, mas sim apto a realizar essa distância.

#TriathlonCamp #AltoNível #Newpace#CourierTurismo #1EmTriathlonNoBrasil#SomosTodosTriatletas #VemComAGente



sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Método DeRose para Alta performance para Atletas

Amigos, estou praticando o Método DeRose Plaza Sul há alguns meses com o objetivo de melhorar a minha alta performance no triathlon. O método tem me proporcionado um treinamento intenso e, ao mesmo tempo, seguro, para desenvolver destreza, precisão, flexibilidade, força e resistência que, em última instância e naturalmente, levarão o corpo a ter a boa forma como um dos inúmeros resultados positivos. Espero que curtam o vídeo Emoticon smile. Venham praticar! ‪#‎MetodoDeRose‬ ‪#‎AltaPerformance‬ ‪#‎DeRoseMethod‬‪#‎HighPerformance‬


terça-feira, 3 de novembro de 2015

Hell´s Kitchen Br - Chef Mariana Pelozio


Agora é oficial! A minha esposa Mariana Pelozio está na terceira temporada do Hell´s Kitchen! Acompanhem todo sábado as 21:30 no SBT e vocês verão quem manda realmente aqui em casa :).


sábado, 2 de maio de 2015

Método DeRose

A partir de Maio passo a entrar no time do Método DeRose. Em menos de um mês de prática os resultados no Triathlon já foram visíveis. Vou postando a evolução! Curtam a página Método DeRose Plaza Sul e acompanhe. Experimente!!! Visite: www.deroseplazasul.com




O Método DeRose é um conjunto de técnicas e conceitos, edificando uma proposta de reeducação comportamental em prol da boa qualidade de vida, boas maneiras, boas relações humanas, boa cultura, boa alimentação e boa forma.
Algumas das nossas ferramentas são a reeducação respiratória, a administração do stress, as técnicas orgânicas que promovem a vitalidade e a energia, procedimentos para o aprimoramento da descontração emocional e da concentração mental.
Listando por tópico, facilita a compreensão:
O Método DeRose é uma proposta de:
• boa qualidade de vida;
• boas maneiras;
• boas relações humanas;
• boa cultura;
• boa alimentação;
• boa forma;
• reeducação respiratória;
• administração do stress;
• técnicas orgânicas;
• tônus muscular;
• flexibilidade;
• concentração e meditação;
• a meta final é o autoconhecimento.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Desafio de Ciclismo Caixa

DESAFIO DE CICLISMO CAIXA


Dia 14/12 em Boituva


Desconto de R$ 25,00 com o código: DCC167644



Acesse aqui o Link para o site da inscrição e insira esse código para validar o desconto e boa prova!



sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Desconto na corrida Track&Field Run Series Jardim das Perdizes - Pompéia II

Amigos,

Ai está uma ótima iniciativa para quem está começando. 6km! E pode caminhar também :). Pra incentivar ainda mais segue um cupom de desconto: TFP949154 que pode ser usado no momento da inscrição. Corre lá e se inscreve: http://www.sportpass.com.br/Track&Field-Run-Series-Jardim-das-Perdizes---Pomp%C3%A9ia



segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Em algum momento precisamos deixar de sonhar, e de alguma forma partir! Feliz 2014!


Sabe aquelas metas de fim de ano que todo mundo faz e esquece? Pois é, eu lembro, com uma disciplina irritante. Pra esse ano as metas não eram tão ousadas, mas Deus deu uma forcinha e fez um dos melhores anos da minha curta vida :). É um pouco como uma amiga partilhou: "É só dar o passo que Deus põe o chão", e não ao contrário. 

2013 começou com o Foco total no Ironman, sonho que se tornou realidade suada, sofrida mas com uma sensação de que qualquer coisa é mesmo impossível! Mal sabia eu que Deus iria juntar meu caminho com o Ironman novamente em 2013 de outra forma que conto daqui a pouco.

Depois veio até um grande apoio da Pharmaton, que patrocinou algumas provas, eventos e um desafio que fez com que mantivesse firme os treinos no segundo semestre.

Esse ano também eu e a Mariana fizemos uma grande viagem, visitamos amigos de longe, família em Ascoli Piceno na Itália e voltamos com as bagagens cheias. Cheias de que? De muita cultura, experimentos, aventuras e amigos. Tá bom, a mala da Mariana estava cheia de azeite e temperos também.

Também teve a JMJ, foi bom ver também o sonho dos próximos se realizando, minha irmã feliz valeu o esforço de estar no Rio. Ainda por cima estar pertinho do Papa Francisco no encontro com os voluntários. De certa forma, minha irmã me ensina mesmo sem saber a ser um pouco mais ousado, ela sempre larga o trabalho pra ir ali ser feliz :).

Esse ano até teve um mega desafio no trabalho, entregar o site da Nike em 3 meses, que encarei com a disciplina de um ironman, e tenho certeza que os aprendizados do esporte ajudam sim nas outras esferas da vida.

Também foi o ano da Mariana arriscar de vez, e apostar nas Duas Terezas, é nítido como as coisas dão certo quando fazemos com amor.

E quando eu menos esperava veio outra viagem para a Itália, participar da EducationalTour, uma experiência incrível que levarei para toda a vida. (Tudo bem, mesmo que os próximos anos sejam melhores que 2013 duvido eu ir pra Itália duas vezes no mesmo ano de novo rs).

Em dezembro, enquanto o pessoal já estava preocupado com o "Happyhour" me preocupei em estudar, e tirei uma certificação em ITIL, para dar um UP no currículo. E também participei do show da Ziza Fernandes, presente para o coração poder estar perto de tanto talento, música e teatro.

E quando o ano pareceu que já tinha acabado, pra fechar com chave de ouro passei em um processo seletivo para trabalhar como Gerente de Projetos da Latin Sports, empresa que organiza o Ironman e outras muitas provas de triathlon e corrida de rua. Ou seja, vou trabalhar com o que eu sei e com o que eu gosto ao mesmo tempo, acho que nem nos melhores sonhos poderia imaginar tudo tão perfeito assim.

Acho que meu ano foi assim, vivendo cada dia, sendo fiel no pouco para Deus me confiar mais. 2014 será ainda melhor, irei fazer a peça de teatro Noturno, estudar mais teatro e trabalhar no emprego dos sonhos, fora o que Deus já deve estar preparando.

Independente do que vier, irei superar, tenho um PAI no céu que sempre cuida e mexe seus botões de lá de cima pra tudo dar certo :). Mas lembrem-se, o milagre é uma via de duas mãos, uma parte depende de Deus, a outra parte tem que ser sua, portanto lute, luta tanto até cordeiros virarem leões!

E em algum momento precisamos deixar de sonhar, e de alguma forma partir.

Feliz vida nova!

sábado, 30 de novembro de 2013

Eu, ele e a bicicleta. Ixi! Casei com um triatleta.

Olá Amigos, eu e a Mariana temos conversado muito sobre casais, relacionamentos, etc. Ela decidiu escrever um pequeno texto, que gostaria muito de compartilhar com vocês. Segue abaixo, espero que gostem!


Eu, ele e a bicicleta. Ixi! Casei com um triatleta.

Ele mantém a calma até nas tempestades. Eu, tenho "gênio" de tempestade.

Ele me ensinou a ser mais disciplinada. E eu o ensinei a comer peixe.

Eu bebo cerveja. Ele, leite sem lactose.

Ele levanta as 5h da matina pra correr. Eu prefiro assistir desenho animado.

Eu acordo cantando. Só fale com ele após as 9h ou após os primeiros kms.

E se você acha que esse texto é apenas sobre mais um casal onde "os opostos se atraem" está bem enganado.

Esse texto é sobre os limites das relações.

O Diego tem "hábitos" diferentes.

É triatleta, preocupado com a saúde. Se alimenta corretamente e seu sobrenome poderia ser disciplina.

Ele treina duas vezes por dia, e cuida mais (bem mais!) da bicicleta do que do carro.

Com os treinos, ele se ausenta. Quando esta treinando para alguma prova importante ele se ausenta ainda mais.

Nos poucos domingos que estou em casa (trabalho muito aos finais de semana), só o vejo após as 11h, horário que ele volta pra casa, depois de ter ido treinar na USP, na Represa, na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê.

Nossa rotina também é cheia. Eu acabei de abrir uma empresa, então minha dedicação é quase exclusiva pra isso. Eu estudo a noite. Temos mil atividades na igreja, meus pais moram a quase 300km de são Paulo. Ele também é ator e músico. Eu sou cantora. E por ai vai...

Nossas atividades muitas vezes se encaixam em função da rotina de treinos do Diego. As vezes eu me encaixo na rotina de treinos...

E as pessoas me perguntam como eu “aguento”, se eu não acho um saco ele “controlar” a alimentação o tempo todo ou ainda como eu “aturo” tanto treino aos finais de semana.

E a resposta é simples: Limites.

Parece complicado para as pessoas entenderem que é muito importante que mesmo um casal precise ter “mundos” diferentes. Limites que precisam ser respeitados. Uma certa privacidade... sabe?

Eu acho saudável que o Diego cultive algo “só dele” Um universo a parte, do qual eu não faço parte. Mas onde sou muito bem-vinda.
Eu não sou “excluída”, muito pelo contrário.
Em todas as provas eu estou lá. Nem que seja pra gritar um: “vai amor!” ou até mesmo ajudar a guardar a bicicleta no carro.

E a felicidade que o Diego sente a me ver INTERESSADA no Universo dele, é sem tamanho.

Mas isso não quer dizer que eu deixe o meu Universo para fazer parte servir ao universo dele. Entende?

Sou chef de cozinha, e o Diego só aprendeu a cozinhar macarrão (e só depois que a gente casou!). E é uma delicia ver que ele se esforça para saber para que serve determinados temperos, ou qual é o nome de algum chef importante que eu goste...
Mas a cozinha é MEU universo. MEU momento. Minha terapia. Só meu.
O esporte é o universo do Diego. Apenas dele.

Eu não sei em qual momento, foi decretada a lei que “ser uma só carne” significa fazer absolutamente TUDO juntos.
E que quando um dos dois descobre novos prazeres ou se interessa por assuntos que o outro não faz parte está errado.
Então, vejo casais tristes. Onde seu próprio universo não existe mais. E as pessoas deixam de ser “interessantes”. Entende?

Imagine que saco um casal que não tem interesses diferentes, que tem todos os assuntos em comum, que não fazem coisas separadas. Desculpe, mas quando estão juntos, conversam sobre o que?

E quer saber minha opinião bem sincera? Até o sexo fica ruim.
Porque quem é que sente tesão por uma pessoa que nem é mais interessante. Ou ainda, quem consegue sentir alguma coisa, por uma pessoa que não te impulsiona, que não te motiva, que faz das suas alegrias um motivo pra briga?

O Diego não entende por que eu estudo até as 23h sobre cozinha brasileira. Mas me incentiva!
Eu faço questão de incentiva-lo também! Mesmo sem entender até agora porque raios ele fica feliz ao acordar as 5h da manhã (num domingo) pra treinar. Mas ok, vai lá! E na volta me traga pão quentinho!

E quando ele volta, (e volta muito feliz) tem sempre histórias pra contar, novidades...
É gostoso. Conseguimos conversar sobre coisas que ele descobriu, ou coisas que eu descobri. Algo que não aconteceria se eu não cultivasse meu espaço e ele o dele.

Todos os dias eu olho pro Diego e penso a mesma coisa: que ele é interessante, inteligente, que é gostoso conversar com ele. Todos os dias tem uma novidade, uma mudança uma EVOLUÇÃO.

Acredito que muitos casais se perdem por não olhar para eles mesmos e descobrirem que tipo de casal pode ser.
Pegam modelos já batidos e se espelham. E pior, acreditam num único modelo como verdade.
Diego e eu, com certeza não seremos casais como nossos pais, embora eles sejam ótimos exemplos para seguir.
Também não seremos aquele casal da propaganda de margarina.
Seremos Diego e Mariana. Cada um no seu espaço. Cada um verdadeiramente interessado nos interesses do outro, respeitando o limite de cada universo que nós cultivamos individualmente.